Água potável

28 ago 2017

Unicef e OMS alertam: 2,1 bilhões de pessoas não têm acesso à água potável

A água própria para consumo ainda é um sonho para três em dez pessoas em todo o mundo, o equivalente a 2,1 bilhões de seres humanos, segundo novo relatório do Fundo Mundial para a Infância (Unicef) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). No documento do Programa Conjunto de Monitoramento (JMP), o número dobra quando se trata de esgoto: 4,5 bilhões carecem de saneamento gerenciado de forma segura.

O relatório é a primeira avaliação global dos serviços de água potável e saneamento ligado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e alerta para os problemas de saúde e desigualdades sociais. Os ODS colocam como meta o acesso universal aos serviços básicos de saneamento até 2030, mas o documento reconhece que, em 90 países, o progresso nos serviços de água e esgoto é muito lento.
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Unicef e a OMS alertam para a morte de 361.000 crianças menores de cinco anos, anualmente, por causa de diarreia, doença ligada à falta de saneamento e à água contaminada. Como a diarreia, também a cólera, disenteria, hepatite A e febre tifoide estão ligados a esses problemas.
“Água segura, saneamento eficaz e higiene são fundamentais para a saúde de cada criança e de cada comunidade – e, portanto, são essenciais para a construção de sociedades mais fortes, saudáveis e mais equitativas”, explica Anthony Lake, diretor executivo do Unicef. “Na medida em que melhoramos esses serviços nas comunidades mais desfavorecidas e para as crianças mais desfavorecidas hoje, nós lhes conferimos uma chance mais justa para um futuro melhor”.
Texto editado por Grupo EP 
Fonte: https://www.clickparana.com/noticia/6868/unicef-e-oms-alertam-2-1-bilhoes-de-pessoas-nao-tem-acesso-a-agua-potavel.html (acesso em 28/08/2017)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site seguro